PINGDOM_CANARY_STRING
ensino à distância

Práticas recomendadas de ensino à distância em 2020

Tempo de leitura: cerca de 8 minutos

Publicado por: Lucid Content Team

Design voltado para dispositivos móveis. Trabalho remoto. Teleconferências. Há anos o mundo corporativo adota ferramentas e tecnologias para se adequar a um mundo cada vez mais conectado e móvel.

Instituições de ensino também abraçam a transformação digital e suas novas tecnologias, visando oferecer uma pedagogia de ponta e treinamentos que preparam o aluno para o futuro. Sistemas de gerenciamento de aprendizagem e ferramentas educacionais on-line que apoiam e complementam o trabalho que os professores já estão desempenhando estão se tornando cada vez mais comuns e necessários.

Falaremos sobre como os professores podem fazer a transição para o ensino remoto ou à distância, e ainda manter os alunos envolvidos e interessados sem ter que alterar sua grade de matérias.

Ajuste seu estilo de ensino para adotar o ensino à distância

O ensino à distância exige uma nova abordagem em relação às atividades presenciais, pois o que funciona nas práticas de aprendizagem presencial não necessariamente poderá ser aplicado virtualmente. Felizmente, criamos um guia de dicas para ajudar você a fazer uma transição uniforme para o ensino à distância.

Um design que incentiva a interação

Como crianças não conseguem prestar atenção por muito tempo, o ensino à distância traz alguns desafios quanto ao envolvimento do aluno durante a aula, principalmente quando ele/ela está em casa. Uma sala de aula virtual deve oferecer um amplo espaço de interação. A aprendizagem e o ensino interativo incentivam o aluno a prestar atenção pelo fato de estar participando de um evento em grupo. Sessões de perguntas e respostas, conversas em grupo e momentos de troca são muito importantes para estabelecer um clima de interação.

Além disso, as pesquisas revelam que a aprendizagem interativa gera resultados melhores porque os alunos retêm informações de forma mais rápida e nítida. Conexões neurais formadas por meio de inúmeras redes abrangentes produzem uma compreensão mais sintética — é como a diferença entre conversar com um bom amigo e ter que ouvi-lo contar uma história longa e entediante.

Maior foco na aprendizagem ativa

Não apenas interaja com seus alunos — incentive a aprendizagem ativa em sua sala de aula virtual. Colocar princípios em prática é uma ótima forma de manter os alunos conectados à jornada pedagógica, e também de contextualizar o valor das lições sendo dadas.

Por exemplo, ao ensinar o teorema de Pitágoras, o instrutor de aprendizagem ativa pode pedir para cada aluno pegar uma fita métrica em sua casa e medir o comprimento da hipotenusa ou da diagonal da sala em que ele/ela se encontra. Se o aluno estiver estudando a tabela periódica, peça para ele/ela ler as informações nutricionais na embalagem de bolachas que tem em casa para descobrir se existem alguns dos mesmos elementos da tabela. Se você está dando uma aula de educação cívica, pode pedir para o aluno pesquisar sites de políticos eleitos locais, ligar para o gabinete das pessoas e, em seguida, relatar para a sala de aula tudo o que aprendeu nas conversas.

Seus alunos têm muita energia e curiosidade — use isso para o benefício de todos (inclusive o seu).

Fragmente a matéria

No ensino à distância, a sua sala de aula on-line competirá, injustamente, com as distrações presentes nas casas dos alunos. Para prender a atenção deles e delas, faça o possível para deixar suas falas curtas e objetivas. Tente fragmentar a matéria em blocos ou partes específicas para estimular o envolvimento dos alunos.

Por que fragmentar? Porque aulas e falas mais curtas facilitam para o aluno entender o conteúdo e consumir mais se for necessário.

Use a tecnologia a seu favor

A tecnologia deve ajudar, não atrapalhar, o processo de ensino e aprendizagem. Muitos professores querem melhorar o ensino on-line do aluno, mas reclamam do efeito que a tecnologia, especificamente os telefones celulares, tem no ambiente de aprendizagem. É o momento perfeito para usufruir da tecnologia e experimentar novas formas de ensino na sala de aula virtual.

Se você tem dificuldade para controlar o uso de telefones celulares na sala de aula presencial, o problema certamente vai ser pior quando os alunos estiverem em casa — mas tente usar isso a seu favor. O ensino à distância oferece a oportunidade de adotar e implementar uma variedade mais ampla de ferramentas tecnológicas.

Recomendamos experimentar algumas dessas ferramentas tecnológicas abaixo em sua sala de aula on-line.

Lucidchart

Para realizar lições individuais, seus alunos precisam manter as tarefas e os processos organizados. Uma plataforma web e espaço de trabalho visual seguro, colaborativo e líder de mercado como o Lucidchart possibilita ao aluno desenhar mapas de pensamento, planos de projeto, ações e muito mais. O Lucidchart também oferece modelos personalizados que permitem aos professores distribuir, reunir e avaliar tarefas. Professores também podem incentivar trabalhos em equipe de forma remota por meio das ferramentas avançadas de colaboração do Lucidchart, como o bate-papo, comentários e sessões de brainstorming organizadas por cores distintas.

planilha de mapa de aranha

Slack

Para fazer exercícios em grupo, seus alunos precisam se comunicar uns com os outros, portanto, talvez seja um ótima oportunidade para apresentá-los ao Slack, a principal ferramenta de comunicação do mercado voltada para equipes. O uso de ferramentas profissionais de comunicação é uma ótima maneira de proporcionar um ensino envolvente para seus alunos, e também para apresentá-los a recursos que fomentarão seu desenvolvimento profissional quando iniciarem suas carreiras.

Tela de desenho

O ensino on-line evoluiu muito nos últimos anos graças a infraestruturas digitais, como o Canvas. Além de planos pagos, este sistema de gerenciamento de aprendizagem on-line oferece uma plataforma de acesso aberto e gratuita para faculdades de 2 a 4 anos, escolas de ensino fundamental e médio, organizações sem fins lucrativos com foco em serviços públicos ou pedagogia, e agências governamentais voltadas para a educação.

Educadores que usam o Canvas gostam muito dos seus recursos de tecnologia de nuvem adaptável, e também do seu ótimo sistema de gerenciamento de aprendizagem. O Canvas também fornece acesso gratuito a todos os dados de sites, facilitando a pesquisa para professores.

Implemente avaliações frequentes e verificações de prontidão

Quando grandes mudanças estão por vir, o tempo torna-se primordial. Os prazos ficam especialmente difíceis de cumprir em meio a mudanças generalizadas, seja de migração digital em larga escala ou de ensino à distância. Implementar avaliações frequentes trará diversos impactos positivos para a sua sala de aula digital.

Primeiro, alunos que recebem avaliações frequentes poderão aprender mais sobre si mesmos, adquirindo facilidade para se autoavaliarem e analisarem seus níveis de conforto ao longo do tempo. Segundo, eles terão mais facilidade para terem um desempenho elevado — "Quem sabe mais, faz melhor."

Uma boa maneira de fazer essas avaliações é pedir para o aluno mostrar seu trabalho ou explicar um conceito importante no final de uma aula antes de dispensá-lo. Você então pode usar essas informações para avaliar o nível de domínio do aluno sobre o assunto e descobrir se ele/ela precisa de algum tipo de reforço.

Além disso, as avaliações ajudam os professores a manter suas aulas atualizadas e relevantes por meio das opiniões qualitativas recebidas sobre a eficácia do plano de aula. Verificações de prontidão mantêm as salas de aula preparadas para lidar com qualquer tipo de situação emergencial.

Fale com os alunos com frequência para verificar se estão aprendendo. Por exemplo, converse com seus alunos durante a aula, não apenas no final. Crie formas rápidas para os alunos responderem. Peça para levantarem um dedo se concordarem, dois dedos se discordarem. Pergunte periodicamente se os alunos estão entendendo a experiência ou história, peça para alguém resumir a ideia central da matéria dada e, ocasionalmente, abra espaço para perguntas ou debates. Fique atento se há alunos com sinais de desobediência, distração ou com uma linguagem corporal que indica desânimo. Assim como na sala de aula, a linguagem corporal não mente.

E não pare por aí. Dedique um tempo para verificar se todos estão bem emocionalmente. Pergunte como estão se sentindo e se querem falar sobre algo específico. Crie uma tabela chamada “Como estou me sentindo?” e use-a no início e no final das sessões de aula. Peça para os alunos arrastarem suas fotos no lado esquerdo para o emoji no lado direito que melhor corresponde aos seus sentimentos no momento.

tabela de sentimentos

Ao participar desse tipo de verificação visual emocional, o aluno comunica seus sentimentos com mais facilidade, mesmo que não consiga articulá-los verbalmente. Os alunos que normalmente se sentem tímidos demais para falar abertamente sobre seus sentimentos estarão mais dispostos a compartilhá-los durante esse tipo de exercício.

Entre em contato com outros professores

As pessoas costumam criar laços por meio de identidades e experiências em comum. Você não vive em um vácuo, e também não gostaria de viver em um. Você não está sozinho(a) e outros professores já passaram por desafios semelhantes. Você já esgotou todas as soluções possíveis, ou está a um passo de se conectar com a turma? Você está fazendo tudo certo? Ou ainda está tentando se ajustar ao ensino?

Todas essas perguntas (e muitas outras) podem ser respondidas simplesmente ao participar de uma comunidade com outros professores. Além de receber, você também oferecerá muitos recursos e informações valiosas. Ou seja: quanto mais você oferecer, mais receberá!

Tenha coragem e vá em frente!

Sim, você cometerá erros, e tudo bem! A transição não precisa ser perfeita. E outra: seus alunos têm mais compaixão do que você imagina, mais admiração por você do que parece, e são mais agradecidos do que normalmente conseguem expressar. No mínimo, sua turma transmitirá normalidade e organização.

O ensino à distância tem suas dificuldades, mas há muitas informações e recursos disponíveis para ajudá-lo a ser bem-sucedido durante a transição. O ensino à distância pode ser bem divertido, envolvente, colaborativo e criativo — tudo depende de como você utiliza as ferramentas disponíveis. O encontro entre a pedagogia e a tecnologia é algo muito poderoso se for aproveitado corretamente.

illustration of people working together

Veja como usar o Lucidchart para otimizar o ensino à distância.

Saiba mais

Comece a diagramar com o Lucidchart hoje mesmo — gratuitamente!

Cadastre‐se gratuitamente

Bastante acessado

what does HR do

O que faz o RH? 11 responsabilidades importantes

Sobre o Lucidchart

O Lucidchart é o aplicativo de diagramação inteligente que capacita as equipes a esclarecer a complexidade, alinhar seus insights e construir o futuro, mais rapidamente. Com esta solução intuitiva baseada em nuvem, todos podem trabalhar visualmente e colaborar em tempo real enquanto criam fluxogramas, maquetes, diagramas UML e muito mais.

O Lucidchart é a alternativa on-line ao Visio mais conhecida e utilizada em mais de 180 países por milhões de usuários, desde gerentes de vendas para mapear organizações-alvo a diretores de TI para visualizar sua infraestrutura de rede.

Português
EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañolNederlandsPусскийItaliano
PrivacidadeJurídico
© 2021 Lucid Software Inc.