protegendo dados na nuvem

Proteção de dados na nuvem: dicas e boas práticas

Tempo de leitura: cerca de 7 minutos

Embora a nuvem aumente significativamente a capacidade de armazenamento e os recursos de colaboração em tempo real, ela também traz alguns riscos de segurança específicos. A proteção de dados na nuvem, sejam informações sobre usuários, finanças, estratégia da concorrência ou outras informações confidenciais, é uma das tarefas mais importantes que você pode fazer para proteger seus negócios. Além disso, você tem a obrigação legal de manter os dados dos usuários seguros. 

Seguir dicas e práticas recomendadas de segurança na nuvem manterá você no caminho certo para proteger dados tanto para sua empresa quanto para seus usuários. 

Riscos de segurança da informação na nuvem 

Em um mundo cada vez mais digital, os dados podem ser comprometidos de muitas maneiras diferentes, mas alguns dos riscos mais comuns de segurança na computação em nuvem provêm de:

  • Phishing 
  • Senhas fracas 
  • Vulnerabilidade de aplicações 
  • Pessoal interno 
  • Erro de usuário

Uma boa ideia é revisar suas políticas de segurança na nuvem para garantir que as melhores práticas sejam implementadas de forma consistente em toda a organização. Identifique em quais áreas de segurança na nuvem sua organização já está fazendo um bom trabalho e quais áreas poderiam ser melhoradas. Alguns membros da equipe podem ter mais a ver com a segurança de dados do que outros, mas todos os membros da equipe devem estar cientes da importância de manter os dados seguros. 

Práticas recomendadas de segurança na nuvem 

Seguir as práticas recomendadas de segurança na nuvem ajuda muito na mitigação de riscos. Entre visualização de seus dados e o uso da autenticação de dois fatores e criptografia no nível do arquivo, há muitas maneiras de melhorar a segurança dos dados em sua organização. 

Conheça e visualize seus dados 

Boas políticas de segurança na nuvem começam com o conhecimento e a visualização de seus dados. Você não pode implementar políticas que funcionem para sua empresa se não souber como seu provedor de serviço de nuvem armazena e gerencia esses dados. Pense nestes quatro componentes do provedor de serviço de nuvem que você está usando ou está pensando em usar: 

  • Segurança dos dados: sistemas implantados para proteger seus dados
  • Localização dos dados: onde os servidores do provedor de serviço de nuvem estão localizados; onde os usuários trabalham; como os dados são transferidos (esses pontos, em particular, afetarão a quais leis e regulamentos de proteção de dados você precisará aderir) 
  • Supervisão de dados: como os dados são monitorados, incluindo detecção de intrusão, auditorias de segurança e relatórios 
  • Controle dos dados: quem tem acesso aos seus dados entre funcionários e terceirizados do provedor de serviço de nuvem 

Depois de ter uma boa ideia de onde seus dados estão armazenados e como eles são monitorados, gerenciados e protegidos, você pode ir um passo adiante com essas informações visualizando estes sistemas técnicos.  

Com o Lucidchart, você pode criar mapas de fluxo de dados para entender completamente como os dados passam pelas quatro áreas diferentes: segurança, localização, supervisão e controle de dados. Os mapas de fluxo de dados ajudarão os membros da equipe técnica e não técnica em sua organização a ver como os dados são armazenados e gerenciados na nuvem.

Exemplo de conformidade com o PCI da AWS (clique na imagem para modificar online)

Escolha o provedor de serviço de nuvem certo 

Ao escolher um provedor de serviço de nuvem que siga rigorosos padrões de segurança, parte do trabalho de proteção da nuvem será feito para você (incluindo conformidade com leis e regulamentos de proteção de dados). Além de criar um mapa de fluxo de dados para cada provedor de serviço de nuvem que você está avaliando, procure análises de diferentes provedores e descubra quais recursos os tornam diferenciados. Considere também pesquisar o que consultores renomados no setor têm a dizer. 

Um provedor de serviço de nuvem não será o mais adequado para todos os tipos de organização. É bom você encontrar um que melhor atenda às suas necessidades.

Considere as demandas regulatórias 

Depois de encontrar algumas opções de provedor de serviço de nuvem que podem ser adequadas para sua empresa, considere as demandas regulatórias do setor, dos usuários e dos países com os quais sua empresa trabalha. O provedor de serviço de nuvem que você escolher deve estar em conformidade com todos os regulamentos de segurança que sua empresa precisa cumprir. 

Implemente criptografia em nível de arquivo

A criptografia no nível do arquivo leva as medidas de criptografia um passo adiante, criptografando dados no nível do arquivo para tornar os arquivos ilegíveis para visualizadores não autorizados, independentemente do dispositivo que usam para acessar o arquivo. Os arquivos ou sistemas de arquivos devem ser criptografados antes de serem enviados para a nuvem. 

Muitas ferramentas e recursos estão disponíveis para ajudar você a criptografar arquivos - pesquise a credibilidade de qualquer um que você planeja usar. 

Proteja os dispositivos dos usuários 

De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Stanford e pela Tessian, 88% das violações de dados são causadas por erro humano. Isso significa que, mesmo que seu provedor de serviço de nuvem ofereça excelentes recursos de segurança, os dados da sua organização ainda poderão ser comprometidos por um de seus funcionários se você não tiver políticas de segurança claras para o usuário final. 

Você deve definir regras e políticas claras sobre quem pode acessar os dados, de onde eles podem ser acessados e como o acesso aos dados será monitorado para que todos na sua organização possam seguir. Depois de estabelecidas, essas políticas devem ser comunicadas claramente aos membros da equipe. Esse pode ser um caso de uso para seus mapas de fluxo de dados mencionados anteriormente. 

Siga as práticas recomendada para senhas 

Incentivar o uso de senhas fortes em toda a organização é um passo significativo para proteger os dados na nuvem. 

As diretrizes do Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) de 2021 para senhas são: 

  • De 8 a 64 caracteres
  • Aceitar espaços e caracteres ASCII 
  • Não estar na lista de senhas comumente usadas e comprometidas

As senhas comumente comprometidas incluem: 

  • Palavras dicionarizadas
  • Senhas violadas anteriormente
  • Caracteres repetitivos ou sequenciais 
  • Senhas específicas de um contexto, como nome de usuário, nome da empresa etc. 

O NIST também aprova o uso de gerenciadores de senhas como o LastPass e o Bitwarden. 

Use autenticação de dois fatores

A autenticação de dois fatores aumenta a segurança, exigindo duas formas de identificação para que um usuário acesse as informações. Essas duas formas são normalmente uma combinação de: 

  1. Algo que você sabe 
  2. Algo que você tem ou é 

Algo que você sabe é sua senha, que é onde a autenticação começa. Depois de informar sua senha, a próxima autenticação vem de algo que você tem (como um código enviado para outro dispositivo) ou algo que você é (como uma impressão digital ou digitalização facial). 

Exigir que os membros da equipe superem dois obstáculos para acessar dados confidenciais é muito mais seguro do que apenas exigir uma senha. 

Proteja a transferências de dados 

Os dados que você mantém na nuvem devem estar seguros não apenas quando armazenados, mas também quando transferidos. Ao implementar recursos como criptografia, SSL, ferramentas de e-mail seguras e outros, você pode ajudar a proteger seus dados à medida que eles são compartilhados. 

Muitas aplicações também oferecem controle de permissão para conceder ou revogar o acesso a diferentes indivíduos. Certifique-se de olhar para os recursos de permissões dentro da sua organização e configurá-los adequadamente.  

Faça backup dos dados 

Por último, mas não menos importante, uma boa ideia é armazenar dados em mais de um lugar para protegê-los contra perda de dados no caso de uma violação de segurança. O backup dos dados pode ser a diferença entre permanecer operacional após uma violação de segurança ou não. 

Certifique-se de que os padrões de segurança no segundo local sejam tão rigorosos quanto no local principal. Não é aconselhável que seus dados de backup se tornem um risco adicional à segurança. 

Proteger dados na nuvem é uma grande missão, mas se tornará mais gerenciável à medida que você implementar as dicas de segurança na nuvem compartilhadas neste artigo. Lembre-se de que, embora tenhamos compartilhado algumas das melhores práticas disponíveis, a segurança na nuvem tem muitas áreas adicionais nas quais você pode se aprofundar. Quando se trata de manter os dados da sua organização e dos usuários seguros, todo cuidado é pouco.

Use o Lucidchart hoje para visualizar seus sistemas técnicos.

Experimente agora

Bastante acessado

The 4 Phases of the Project Management Life CycleAs 4 fases do ciclo de vida da gestão de projetos

Sobre o Lucidchart

O Lucidchart é o aplicativo de diagramação inteligente que capacita as equipes a esclarecer a complexidade, alinhar seus insights e construir o futuro, mais rapidamente. Com esta solução intuitiva baseada em nuvem, todos podem trabalhar visualmente e colaborar em tempo real enquanto criam fluxogramas, maquetes, diagramas UML e muito mais.

O Lucidchart é a alternativa on-line ao Visio mais conhecida e utilizada em mais de 180 países por milhões de usuários, desde gerentes de vendas para mapear organizações-alvo a diretores de TI para visualizar sua infraestrutura de rede.

Iniciar

  • Preços
  • Individual
  • Equipe
  • Empresa
  • Falar com área de vendas
PrivacidadeJurídicoCookies

© 2023 Lucid Software Inc.