arquitetos técnicos

Ressignificando a função dos profissionais da área de arquitetura de T

Tempo de leitura: cerca de 6 minutos

O termo “arquiteto” vem da palavra grega architekton, que significa criador chefe ou mestre de obras. Tradicionalmente, um arquiteto é uma pessoa que planeja, projeta e aconselha ou orienta a construção de casas, edifícios e outras estruturas; entretanto, neste artigo, falaremos sobre como o termo e a função agora são aplicados em outras áreas.

Vamos analisar os tipos de arquitetos que projetam os planos, processos, políticas e redes de negócios que ajudam a melhorar a eficiência e a clareza nas empresas.

A evolução dos cargos da arquitetura de TI ao longo do tempo 

O uso dos termos “arquiteto” e “arquitetura” para definir funções além das áreas de arquitetura, engenharia e construção civil (AEC) não é nenhuma novidade. Por exemplo, em 1976, Richard Saul Wurman cunhou o termo “arquitetura da informação” para descrever como esses tipos de sistemas de informação funcionam, e não como aparentam. Portanto, as pessoas que projetam e desenvolvem esses sistemas são consideradas arquitetas de sistemas da informação.

Nas últimas duas décadas, o cargo de “arquiteto” passou a fazer parte de outros setores, principalmente na área da TI. Tais “arquitetos técnicos” são responsáveis por planejar, projetar, construir, implementar e manter sistemas de rede, além de fatores de segurança, comunicações, hardware e software de que a empresa precisa para oferecer produtos inovadores e atingir metas comerciais de longo prazo. 

Em um artigo publicado na Architect Magazine em 2010 chamado “Everyone's An Architect” (Todos são arquitetos, em tradução livre), o autor apresenta a opinião de membros de AECs sobre como o setor de TI se apropriou do termo arquiteto sem necessariamente merecê-lo. No entanto, pense em quanto o termo "doutor" é usado para além da profissão médica — ou seja, o importante é saber que arquitetos são pessoas que projetam e constroem, independentemente do resultado final ser um arranha-céu ou um aplicativo de software.

O que faz um arquiteto de TI?

Os arquitetos de TI exercem diversas funções e responsabilidades nos departamentos de TI das empresas, mas isso não significa que as organizações distribuem o título e cargo de arquiteto para qualquer um. 

Normalmente, o título é destinado a técnicos de TI de nível sênior, ou seja, especialistas em pensamento analítico, resolução de problemas, análise de dados e comunicação verbal e escrita. Eles também precisam ser organizados e ter experiência em gestão de tempo, pessoas e projetos. Os arquitetos geralmente entendem muito bem os aspectos comerciais da organização.

As variadas funções de arquitetos se sobrepõem umas às outras. Conheça algumas das tarefas de arquitetos de TI:

  • Analisar e testar os sistemas de rede existentes para determinar o que melhor atende às necessidades da empresa e quais lacunas precisam ser preenchidas
  • Analisar as metas, os recursos e os processos existentes da empresa para então recomendar o que ela precisa para cumprir sua missão e seus objetivos
  • Ser o elo entre as partes interessadas do departamento para obter apoio e garantir que as estratégias corporativas estejam alinhadas com a estrutura de TI existente 
  • Projetar, modelar e testar sistemas complexos de computadores e redes
  • Implementar políticas de segurança para garantir acessos autorizados
  • Gerenciar e implementar instalações e upgrades de software e hardware
  • Projetar e modelar a escalabilidade das redes 
  • Monitorar e gerenciar sistemas constantemente, e corrigir problemas quando surgirem

Conheça algumas das funções específicas de arquitetos presentes em grandes empresas ou corporações.

Arquitetos de empresas 

São responsáveis por projetar, construir e gerenciar toda a infraestrutura de uma empresa. Os sistemas que arquitetos de empresas supervisionam devem ser fáceis de navegar, ter escalabilidade e possuir todos os recursos de que as equipes e organizações precisam. Os arquitetos de empresas são responsáveis por garantir que os sistemas estejam alinhados aos regulamentos e políticas da empresa.

Dependendo do tamanho e da complexidade do sistema, pode haver uma variedade de arquitetos atribuídos a partes específicas da rede, entretanto, o arquiteto de empresas é responsável por tudo.

Veja como documentar a arquitetura de empresas, e por que é necessário fazê-lo.

Ler mais

Arquiteto de negócios 

Arquitetos de negócios analisam e projetam os modelos de negócios, e focam em estratégias, estruturas, processos e recursos de negócios. Eles usam métricas para monitorar e analisar o funcionamento do modelo de negócios, e buscam diferentes formas de melhorá-lo.

Por exemplo, arquitetos de negócios podem modelar as estratégias de transição para um novo modelo de negócios corporativos.

Arquiteto técnico

Essa função é responsável por gerenciar a visão técnica da empresa, incluindo projetar, implementar e manter as redes, segurança, comunicações e o hardware necessários para atingir metas técnicas de longo prazo.

Arquiteto de software 

Arquitetos de software focam no planejamento e design de alto nível de produtos de software. Eles trabalham junto com equipes de desenvolvimento para determinar os processos, tecnologias e métodos que serão usados para codificar e gerar soluções de software que atendam às necessidades do cliente e estejam alinhadas aos objetivos da empresa. 

Arquiteto de soluções de TI 

Essa função foca no cliente. Arquitetos de soluções trabalham junto com clientes internos e externos para descobrir suas necessidades comerciais. Eles também trabalham junto com equipes de desenvolvimento para garantir que as soluções serão projetadas para atender às necessidades existentes, e que também serão dimensionadas para atender às necessidades futuras. 

Arquitetos de soluções precisam entender os aspectos comerciais e de desenvolvimento técnico da empresa. Eles focam nas decisões técnicas das soluções para determinar como essas escolhas podem influenciar os resultados da empresa.

Arquiteto de aplicativos 

Os profissionais que desempenham essa função criam projetos de software usados por outras pessoas. Suas responsabilidades incluem criar novos aplicativos, atualizar aplicativos existentes, desenvolver e demonstrar protótipos, projetar e executar planos de teste e documentar processos e procedimentos de desenvolvimento de aplicativos.

Arquiteto de sistemas 

Arquitetos de sistemas projetam e mantêm sistemas que fornecem serviços de aplicativos, automação, processamento de dados e muito mais.

Por exemplo, um arquiteto de sistemas pode ser responsável por um sistema que opera robôs em uma fábrica.

Arquiteto de dados 

Arquitetos de dados projetam, criam e gerenciam os sistemas de dados de uma empresa. Eles definem a forma como os dados são armazenados e arquivados, os níveis de segurança necessários para acessar os dados, como são obtidos e consumidos, e como são integrados a diferentes sistemas de TI.

Arquitetos de dados focam nos controles, padrões, modelos e interfaces que permitem que as pessoas acessem e usem os dados com segurança e praticidade.

Arquiteto de informações 

Arquitetos de informações são responsáveis por deixar as informações atraentes e prontamente acessíveis para o público. Esse arquiteto organiza informações digitais com foco na experiência do usuário, navegação, capacidade de pesquisa e facilidade de acesso às informações. 

O arquiteto de informações é responsável pela aparência e pelo fluxo de um site ou interface de software, mas ele/ela normalmente não precisa cuidar do conteúdo dessas interfaces.

Resumindo: arquitetos de TI são responsáveis por manter um bom funcionamento das atividades da empresa. Precisam garantir a eficiência da arquitetura e, ao mesmo tempo, que ela esteja seguindo as regulamentações locais e da empresa. Bem, não importa o nome do cargo que você decide atribuir a eles — os profissionais indicados para cumprir essas responsabilidades são figuras essenciais para sua empresa.

Esteja você trabalhando como arquiteto ou ajudando-os em sua organização, descubra pontos problemáticos comuns de design e de arquitetura de software.

Ler mais

Comece a diagramar com o Lucidchart hoje mesmo — gratuitamente!

Cadastre‐se gratuitamente

Bastante acessado

The 4 Phases of the Project Management Life CycleAs 4 fases do ciclo de vida da gestão de projetos

Sobre o Lucidchart

O Lucidchart é o aplicativo de diagramação inteligente que capacita as equipes a esclarecer a complexidade, alinhar seus insights e construir o futuro, mais rapidamente. Com esta solução intuitiva baseada em nuvem, todos podem trabalhar visualmente e colaborar em tempo real enquanto criam fluxogramas, maquetes, diagramas UML e muito mais.

O Lucidchart é a alternativa on-line ao Visio mais conhecida e utilizada em mais de 180 países por milhões de usuários, desde gerentes de vendas para mapear organizações-alvo a diretores de TI para visualizar sua infraestrutura de rede.

Iniciar

  • Preços
  • Individual
  • Equipe
  • Empresa
  • Falar com área de vendas
PrivacidadeJurídicoCookies

© 2022 Lucid Software Inc.