Pouco código

Aumente a produtividade com o desenvolvimento low code

Tempo de leitura: cerca de 7 minutos

No passado, não era novidade que os ciclos de desenvolvimento de software durassem 18 meses ou mais. Hoje, espera-se que as empresas desenvolvam e lancem novos aplicativos e serviços com mais frequência e com menos recursos. Isso coloca as organizações sob muita pressão para oferecer soluções inovadoras e de alta qualidade em ciclos de desenvolvimento cada vez mais curtos. 

Em um esforço para acompanhar, você precisará contratar um batalhão de programadores talentosos e experientes. Mas você terá que superar alguns problemas:

  • Com a atual escassez global de desenvolvedores de software talentosos, onde você encontrará programadores suficientes para acompanhar a demanda?
  • Se você conseguir encontrar desenvolvedores experientes e qualificados o suficiente, onde você conseguirá o dinheiro para pagá-los? 

É onde entra o desenvolvimento com código baixo ou low code. O desenvolvimento de aplicativos e serviços com uma plataforma low code não exige que o desenvolvedor tenha amplo conhecimento de linguagens de programação ou experiência especializada com a inserção manual de código. 

Neste artigo, discutiremos como a adoção de uma abordagem de low code para o desenvolvimento de software pode ajudar você a ser mais ágil, fazer mais com menos e desenvolver e entregar produtos de alta qualidade muito rapidamente. 

O que é low code?

O desenvolvimento com low code é uma abordagem gráfica modular para o desenvolvimento de software. Em vez de inserir um monte de códigos complexos manualmente, os desenvolvedores com vários níveis de experiência podem desenvolver rapidamente aplicativos e processos usando recursos de arrastar e soltar, design orientado por modelo e código automático gerado em uma interface visual. 

O low code está ganhando popularidade porque permite que funcionários com pouca experiência em codificação criem aplicações totalmente funcionais muito rapidamente. Na verdade, a Gartner estimou que até 2024 65% do desenvolvimento de aplicações será feito usando plataformas de desenvolvimento low code.

Por que usar plataformas low code? 

Low code não significa inexistência de código. Dependendo do que você está tentando realizar, talvez seja necessário adicionar algum código personalizado, mesmo ao trabalhar com uma plataforma de desenvolvimento low code. 

As plataformas low code consistem em um conjunto de ferramentas, ou uma pilha de tecnologia, que permite desenvolver e entregar aplicativos funcionais para internet e celulares de forma visual. A curva de aprendizado para o uso de ferramentas é menor porque você não precisa escrever milhares de linhas de código. Isso significa que você pode aproveitar as habilidades da equipe existente para produzir um número maior de aplicativos em um período menor de tempo. 

Por um lado, você economiza tempo e dinheiro porque não precisa procurar e contratar programadores especializados. Por outro, o ciclo mais rápido de desenvolvimento e entrega satisfaz as demandas dos clientes e atende às expectativas deles.

Como é uma plataforma de desenvolvimento low code?

Várias ferramentas low code estão disponíveis, e nenhuma é igual a outra. Mas uma plataforma típica de desenvolvimento low code terá os seguintes recursos:

Um ambiente de desenvolvimento integrado (IDE) visual: uma interface visual é essencial para uma plataforma low code. O ambiente deve incluir elementos visuais que definem a interface do usuário e os fluxos de trabalho do aplicativo. Os recursos de arrastar e soltar facilitam a combinação de elementos pré-configurados para que você possa criar soluções que atendam às necessidades do cliente. 

Você deve ser capaz de adicionar código escrito à mão aos vários modelos e elementos para personalizar seu aplicativo quando necessário. O lado bom disso é que esses modelos personalizados podem ser salvos e reutilizados posteriormente na criação de outros aplicativos.

Um bom lugar para começar é com uma tela de desenho virtual como o Lucidchart. As bibliotecas de modelos e formas facilitam a visualização de suas ideias, o desenho de fluxos de trabalho e a criação de modelos antes de começar a criar o aplicativo. O Lucidchart promove colaboração e feedback na medida em que você trabalha em conjunto para idealizar e determinar quais problemas sua nova aplicação resolverá.

Conectores para serviços e processos de back-end: as plataformas low code devem ser capazes de se conectar automaticamente a back-ends de sites e aplicações e lidar com o armazenamento e a recuperação de dados.

Gerenciador de ciclo de aplicações: inclui ferramentas que automatizam a criação, a implantação e o teste de aplicações.

Desenvolvimento de aplicações tradicionais x low code

O desenvolvimento tradicional de aplicações geralmente envolve uma grande equipe e requer desenvolvedores qualificados com amplo conhecimento de tecnologias, estruturas de sistema e arquitetura. 

Esses desenvolvedores de software escrevem milhares de linhas de código à mão, com cada membro da equipe trabalhando em uma parte diferente do produto. Eles precisam prestar atenção aos detalhes para garantir que a sintaxe esteja correta para que o aplicativo seja construído corretamente quando todas as diferentes partes forem reunidas.

É um processo trabalhoso e demorado. Para acelerar e agilizar o processo, os desenvolvedores geralmente usam o código existente que resolve um problema com o qual estão lidando.

Isso caminha lado a lado com o conceito de desenvolvimento low code. Alguém já escreveu algum código que resolve os problemas que você precisa resolver. Esse código foi salvo em módulos pré-construídos e reutilizáveis que agora são os elementos de base para seus projetos futuros. Tudo o que você precisa fazer é pegar os módulos necessários para criar seu novo aplicativo ou serviço.

Mas só porque você pode pegar vários módulos e sair construindo de imediato, não quer dizer que você deveria fazer isso. Assim como no desenvolvimento tradicional, você ainda precisa de um plano. Você ainda precisará reunir requisitos, pedir feedback, criar protótipos e assim por diante. 

Depois de ter um plano, você pode pegar os módulos que se alinham com suas metas e requisitos de negócios e começar a criar seu novo produto. Como ninguém precisa gastar muito tempo escrevendo códigos complexos, o desenvolvimento de aplicações é mais rápido e os produtos ficam disponíveis para os clientes com muito mais rapidez.

Quais são as desvantagens do desenvolvimento low code?

O desenvolvimento low code tem muitos benefícios, como maior produtividade, desenvolvimento mais rápido, agilidade, fácil implantação, menos recursos, redução de custos, etc. Mas algumas desvantagens devem ser consideradas ao determinar se o low code é adequado para você.

Segurança: a maioria das plataformas low code está disponível na nuvem, o que significa que normalmente incluem controles de segurança e acesso como padrão. Apesar de essas configurações padrão poderem facilitar a criação de aplicativos seguros, as pessoas ainda podem cometer erros. Além disso, só porque há low code, não significa que os aplicativos que você cria sejam automaticamente mais seguros.

Shadow IT: plataformas low code abrem o desenvolvimento para uma gama mais ampla de pessoas. Alguns aplicativos podem ser desenvolvidos e implantados sem o conhecimento da TI, o que também pode vir a ser uma preocupação de segurança se o desenvolvedor não tomar cuidado.

Funcionalidade limitada: as plataformas de desenvolvimento low code variam de fornecedor para fornecedor. Alguns permitem que você edite e adicione código personalizado, enquanto outros têm poucas opções para adicionar recursos exclusivos.

Dependência de fornecedor: algumas plataformas low code só permitem que você crie aplicações que serão executadas em uma nuvem específica. Assim, você pode ficar preso à estrutura e à linguagem de programação desse fornecedor. Você deve procurar plataformas mais flexíveis que permitam a criação de aplicações que possam funcionar em vários ambientes.

Atualizações/upgrades: o objetivo das plataformas low code é permitir que você desenvolva aplicações rapidamente. Essas plataformas não são construídas prevendo expansões e integrações futuras. Portanto, atualizar ou modificar a tecnologia subjacente de aplicações criadas em uma plataforma low code pode ser um problema.

O desenvolvimento low code não substituirá o desenvolvimento tradicional tão cedo. Afinal, deve haver alguém escrevendo o código subjacente que é usado para construir, atualizar e manter as plataformas low code. O low code é ótimo para implantar aplicações rapidamente, mas você ainda precisará ter alguns programadores especializados para escrever personalizações, garantir integrações e atender a outras necessidades de negócios.

Veja claramente todos os seus sistemas técnicos para melhor entender, planejar e construir uma nova infraestrutura e solucionar problemas mais rapidamente.
Ganhe visibilidade de seus sistemas complexos

Ganhe visibilidade de sua tecnologia existente com o Lucidchart.

Diagrame seus sistemas técnicos

Bastante acessado

The 4 Phases of the Project Management Life CycleAs 4 fases do ciclo de vida da gestão de projetos

Sobre o Lucidchart

O Lucidchart é o aplicativo de diagramação inteligente que capacita as equipes a esclarecer a complexidade, alinhar seus insights e construir o futuro, mais rapidamente. Com esta solução intuitiva baseada em nuvem, todos podem trabalhar visualmente e colaborar em tempo real enquanto criam fluxogramas, maquetes, diagramas UML e muito mais.

O Lucidchart é a alternativa on-line ao Visio mais conhecida e utilizada em mais de 180 países por milhões de usuários, desde gerentes de vendas para mapear organizações-alvo a diretores de TI para visualizar sua infraestrutura de rede.

Iniciar

  • Preços
  • Individual
  • Equipe
  • Empresa
  • Falar com área de vendas
PrivacidadeJurídicoCookies

© 2023 Lucid Software Inc.