Quando bate a inspiração: 12 técnicas eficazes de brainstorming

Lucid Content

Tempo de leitura: cerca de 10 minutos

Tópicos:

    Você é um brainstormer eficaz? O processo de brainstorming parece uma oportunidade ou é mais como uma tarefa? É provável que, se você não gosta deste tipo de processo, tenha usado a técnica errada de brainstorming. 

    É isso mesmo: existem métodos distintos de brainstorming. 

    Assim como existem diferentes estilos de aprendizagem e preferências de fluxo de trabalho, cada um de nós tem um método de brainstorming que funciona melhor para nós. Independente de você ser um brainstormer experiente ou não, este artigo ajudará você a desvendar diferentes ferramentas de brainstorming, descobrir as vantagens e as deficiências de cada uma e selecionar uma técnica para você e sua equipe.

    12 métodos populares de brainstorming

    Em cada método de brainstorming, o ponto mais importante ser lembrado é seguir a regra da quantidade em detrimento da qualidade. O brainstorming funciona melhor quando aceita todas as ideias, por mais aparentemente irrealistas ou irrelevantes que possam ser. O objetivo é criar um grupo grande o suficiente para extrair as melhores ideias ou combinar ideias para propor a melhor solução ou estratégia.

    Precisa dar um passo atrás? Aprenda a configurar uma sessão de brainstorming com sua equipe.

    Ler mais

    Brainwriting

    Ao fazer um brainwriting, cada membro do grupo é instruído a escrever anonimamente várias ideias em notas adesivas ou fichas. Manter as ideias anônimas serve a dois propósitos importantes: primeiro, evita a criação de ideias e qualquer viés de personalidade que possa surgir. Em segundo lugar, oferece uma maneira para colegas de equipe mais introvertidos ainda assim contribuírem para a geração de ideias. 

    O resultado é uma gama mais ampla de ideias que poderiam não ter surgido se os colegas de equipe tivessem que pensar coletivamente. As ideias são compartilhadas aleatoriamente com o resto do grupo, que oferece feedback e analisa cada ideia. Como alternativa, as ideias também podem ser coletadas e classificadas por um líder de equipe ou uma equipe de gerenciamento. O objetivo sobrejacente do brainwriting é separar a geração de ideias da discussão.

    Exemplo de brainwriting (Clique na imagem para editar online)

    Análise dos 5 porquês

    Se você já foi interrogado por uma criança, tem uma ideia de como funciona o método dos 5 Porquês. Você responde a uma pergunta, e já sabe que ela virá acompanhada de uma sequência cada vez mais urgente de "Por quê? Por quê? Por quê? Por quê? Por quê?"

    Verdade seja dita, aquela criança não vai desistir. Criada por Taiichi Ohno, a análise dos 5 Porquês tornou-se popular na Toyota como um processo padrão para análise de causas básicas — chegando ao centro de um problema.

    Menos estruturado do que outros métodos mais tradicionais de resolução de problemas, o dos 5 Porquês é bem o que parece ser: repetir a pergunta até chegar à raiz de um obstáculo ou impedimento. Essa técnica incentiva um diálogo aberto que pode desencadear novas ideias sobre um problema, seja aplicada individualmente ou com um grupo. Cada porquê pega carona na resposta dada ao porquê anterior.

    Os fluxogramas e os diagramas de espinha de peixe podem ajudar você a rastrear suas respostas aos 5 porquês. 

    Exemplo de 5 Porquês (Clique na imagem para modificar online)

    Starbursting

    Como um repórter tentando descobrir a informação central de uma história, o método starbursting de brainstorming exige que você pense sobre quem, o quê, onde, quando, por que e como para qualquer ideia nova.

    Coloque sua ideia principal no centro de um diagrama de estrelas, rotulando cada ponto da estrela com as perguntas dos 5PQs.

    Em seguida, desenvolva uma série de perguntas sobre sua ideia para cada ponto. O starbursting é popular entre os métodos de brainstorming por causa de sua natureza exploratória: uma pergunta desencadeia outra pergunta e, sem perceber, você já tem o início de uma estratégia sólida com as respostas a essas perguntas.

    Modelo de starbursting (Clique na imagem para modificar online)

    Mapas mentais

    Parte do desafio do brainstorming é tentar pegar todas as ideias pairando no ar. Os mapas mentais são um diagrama criativo e não linear usado para capturar esse influxo de ideias para que você não perca nada. Comece com um tópico ou uma pergunta no centro do mapa mental e faça ramificações para incluir os pensamentos de cada participante.

    Para criar seu próprio mapa mental online, abra o modelo abaixo ou navegue pela nossa galeria de modelos de mapa mental adicionais.

    Mapa mental de notas adesivas (clique na imagem para modificar on-line)

    Rolestorming/figure storming

    Às vezes, é melhor considerar o ponto de vista de outra pessoa. Imaginar como outra pessoa abordaria um desafio é o conceito central por trás do rolestorming. Uma prática relacionada, o figure storming, requer que você se coloque no lugar de um personagem histórico famoso.

    Por exemplo, um grupo de defesa jurídica poderia levar os colegas de equipe a se perguntem: “Como Mahatma Gandhi resolveria esse problema?” O rolestorming chegou até à cultura pop: qualquer pessoa que comprou ou mesmo viu a popular pulseira de borracha com a sigla WWJD (em inglês what would Jesus do, ou o que Jesus faria?) já presenciou como funciona o rolestorming na prática. O rolestorming ou figure storming funciona melhor para equipes que têm as mesmas ideias para projetos repetidos. 

    Preenchimento de lacunas

    O preenchimento de lacunas, também conhecido como análise de lacunas, exige que você identifique seu estado atual e sua meta final e encontre lacunas entre os dois estados. O método lança a pergunta: "Como passamos daqui pra lá?" A análise de lacunas é especialmente útil quando se trata de resolução de problemas, pois exige que você encontre soluções viáveis.

    Fluxogramas ou mapas mentais podem ajudar você a organizar sua análise de lacunas. Marque o estado atual em uma extremidade e o estado ideal na outra. Em seguida, os membros da equipe entenderão onde precisam chegar e começarão a oferecer ideias que contribuam para o preenchimento da lacuna.

    Brain-netting

    O brain-netting, ou brainstorming online, tornou-se uma técnica popular de brainstorming no espaço de trabalho moderno, onde a colaboração virtual e as equipes remotas são muito mais comuns. A comunicação por e-mail pode ser eficaz, mas pode levar muito tempo e ser mais formal do que o necessário. 

    Com o brain-netting, os participantes usam um software de colaboração virtual para compartilhar ideias em tempo real e podem salvar essas ideias em uma plataforma de armazenamento na nuvem ou dentro do próprio software de colaboração. A maneira como as equipes realizam a colaboração virtual pode variar – os líderes de equipe podem fazer uma pergunta geral como “Qual experiência queremos que nossos clientes tenham?” e pedir aos colegas de equipe que contribuam com suas respostas, ou as equipes podem se envolver em outras técnicas mencionadas neste artigo, incluindo rolestorming, brainstorming reverso e ideação rápida. 

    Exemplo de mural de brainstorming (clique na imagem para modificar on-line)

    Round robin brainstorming (rodada de ideias)

    Para colocar em prática essa técnica de brainstorming, comece com todos sentados formando um círculo. O líder de equipe ou facilitador então fará uma pergunta ou solicitará ideias e fará com que todos no círculo contribuam, um de cada vez. 

    É uma estratégia ótima para equipes de médio e grande porte que podem ter membros de equipe mais silenciosos ou para qualquer equipe com desequilíbrio perceptível na contribuição criativa. A regra mais importante para esta técnica é atribuir a todas as ideias o mesmo peso — dar a cada colega de equipe o mesmo tempo e a atenção que eles compartilham, e evitar desenvolver quaisquer ideias até que todos tenham tido a oportunidade de contribuir. Se e quando um membro da equipe disser "Fulano já falou a minha ideia.", ofereça mais tempo para que apresente uma nova ideia e complete rodada. 

    Ideação rápida

    Operar com limitação de tempo pode muitas vezes produzir uma trabalho de maior qualidade. Na verdade, a Lei de Parkinson nos ensina que "o trabalho se expande para preencher o tempo disponível para sua conclusão". A ideação rápida usa esse fenômeno em seu favor: ao definir um limite de tempo para os membros da equipe contribuírem com tantas ideias ou soluções forem possíveis, os gerentes de equipe podem maximizar a produtividade e os resultados. 

    A ideação rápida funciona bem para alguns tipos diferentes de trabalhadores — para equipes que não gostam de reuniões ou que tendem a se desviar, a ideação rápida é uma ótima maneira de abordar o estágio de brainstorming da execução do projeto. 

    Uma dica útil para lembrar: seja descontraído! Pesquisas mostram que equipes que compartilham histórias engraçadas ou embaraçosas sobre si revelaram 26% a mais de ideias compartilhadas em mais de 15% das categorias em comparação com equipes que mantiveram as reuniões mais formais. Ter espaço para derrubar certas barreiras sociais reduz o excesso de pensamento e produz um maior fluxo de ideias.

    Brainstorming reverso

    A maioria das técnicas de brainstorming pede aos participantes para resolverem um problema. O brainstorming reverso faz com que os participantes causem um problema. Em vez de produzir soluções para um problema, o facilitador do brainstorming reverso faz uma pergunta como "Como podemos causar esse problema?" As respostas são então gravadas e usadas como trampolim para gerar uma solução seguindo o caminho contrário das respostas. 

    O brainstorming reverso é uma maneira poderosa de abrir novas soluções para problemas recorrentes: desafiando os participantes a trabalhar para trás para frente, alguns insights que podem ter sido difíceis de imaginar normalmente ficam claros através de uma novo prisma. 

    Técnica da escada

    Este interessante estilo de brainstorming foi desenvolvido em 1992 e requer que os colegas de equipe compartilhem ideias individualmente antes de serem influenciados pelo grupo. 

    O processo começa com o facilitador lançando uma pergunta ou um problema para todo o grupo. Em seguida, pede que apenas dois membros do grupo fiquem na sala, e o restante deve sair. Esses dois membros compartilham suas ideias enquanto o resto da equipe espera do lado de fora. O facilitador então chama alguém de fora para se juntar aos dois que estão na sala. 

    Esse novo companheiro de equipe compartilha sua ideia, seguido pelos dois que já estavam na sala. Um quarto membro é convidado para entrar e compartilhar sua ideia, sendo seguido pelos três que já estavam na sala. O processo continua até que todos os membros do grupo entrem na sala e compartilhem suas ideias. 

    O brainstorming com a técnica de escada oferece a vantagem de resolver o problema do pensamento de grupo por fazer com que os participantes compartilhem suas ideias individualmente, sem a interferência do grupo. Também permite que os membros do grupo mais tímidos contribuam sem serem intimidados por uma sala cheia de pessoas.

    Análise SWOT

    A análise SWOT não é exclusivamente uma técnica de brainstorming: é um exercício de planejamento estratégico que você pode usar para avaliar um produto, um projeto, uma pessoa ou um negócio. No entanto, pode ser útil formatar seu brainstorming com essa mentalidade. SWOT, da sigla em inglês, significa:

    • Pontos fortes (Strengths): como o produto, o projeto ou a empresa domina e se destaca de seus concorrentes?
    • Pontos fracos (Weaknesses): quais são as falhas que podem prejudicar ou colocar o produto, projeto ou negócio em risco?
    • Oportunidades (Opportunities): de quais oportunidades os negócios podem se beneficiar?
    • Ameaças (Threats): quais são as possíveis desvantagens para o produto, projeto ou negócio?

    Dedique algum tempo para cada categoria e acrescente os pensamentos de seus colegas de equipe a uma matriz SWOT.

    Exemplo de análise SWOT (clique na imagem para modificar on-line)

    Escolha um método de brainstorm e comece

    Depois de selecionar sua técnica ou suas técnicas de brainstorming, é hora de colocar a mão na massa. Lembre-se: a primeira regra do brainstorming é a quantidade em detrimento da qualidade. Encorajar os companheiros de equipe a ter a coragem de arriscar mesmo com imperfeição e contribuir com ideias é a melhor maneira de guiar sua equipe em direção a novas maneiras de abordar problemas — e muitas vezes leva a insights poderosos. 

    Todos esses métodos podem ser combinados com outros, dando a você um arsenal infinito de técnicas de brainstorming para continuar a idealizar de forma eficiente. 

    Veja nossas 7 dicas para iniciar uma reunião de brainstorming com sua equipe.

    Saiba mais

    Lucidchart

    O Lucidchart, um aplicativo de diagramação inteligente que roda na nuvem, é um componente central da Suíte de colaboração visual da Lucid Software. Essa solução intuitiva de nuvem oferece às equipes a possibilidade de colaborar em tempo real para criar fluxogramas, mockups, diagramas UML, mapas de jornada do cliente e muito mais. O Lucidchart impulsiona as equipes para uma construção mais ágil do futuro. A Lucid tem orgulho de atender às principais empresas de todo o mundo, incluindo clientes como Google, GE e NBC Universal, e 99% das empresas da Fortune 500. A Lucid faz parceria com líderes do setor, como Google, Atlassian e Microsoft. Desde a inauguração, a Lucid recebeu vários prêmios por seus produtos e negócios e pela cultura no local de trabalho. Veja mais informações em lucidchart.com.

    Comece a diagramar com o Lucidchart hoje mesmo — gratuitamente!

    Cadastre‐se gratuitamente

    ou continuar com

    Fazer login com GoogleFazer loginFazer login com MicrosoftFazer loginFazer login com SlackFazer login

    Iniciar

    • Preços
    • Individual
    • Equipe
    • Empresa
    • Falar com área de vendas
    PrivacidadeJurídicoCookies

    © 2024 Lucid Software Inc.