gráficos de oferta e demanda

Visão geral do gráfico curva de oferta e demanda

Tempo de leitura: cerca de 8 minutos

Em 1998, os aparelhos de HDTV foram disponibilizados pela primeira vez aos consumidores americanos. As imagens eram surpreendentes, assim como os preços - Entre US$ 5 mil e US$ 15 mil, em média. 

Após 21 anos, a HDTV custa, em média, menos de US$ 500. O que mudou?

Uma resposta simplista seria a oferta e a demanda.

Há 21 anos, ninguém produzia HDTV em massa. As primeiras TVs disponíveis ao público eram caríssimas porque os componentes necessários eram mais caros do que o previsto pelos fabricantes. Portanto, era difícil estimar quanto custaria fabricá-las e quanto cobrar para vendê-las.

A Panasonic lançou um estoque limitado de aparelhos para algumas lojas na costa oeste. Uma delas, a Dow Stereo/Video, em San Diego, informou que 15 mil pessoas visitaram a loja no primeiro fim de semana. O estoque de 30 TVs da Dow rapidamente se esgotou.

A maioria dessas 15 mil pessoas só ficou curiosa para ver a HDTV e não pretendia comprar o aparelho. No entanto, o fato de os primeiros 30 aparelhos de HDTV se esgotarem tão rapidamente - mesmo custando US$ 5.500 mais os US$ 1.700 pelo decodificador para receber os sinais digitais - indicava que havia uma demanda.

Na hora de determinar o preço certo dos produtos e a quantidade necessária para satisfazer a demanda, sua empresa pode usar os gráficos de oferta e demanda. Saiba mais sobre como funciona esse princípio econômico.

Explicando oferta e demanda

O que é oferta e demanda? De modo simples, oferta e demanda é quando os preços são baixos porque há muitos produtos disponíveis para compra; e, quando a oferta é escassa, os preços sobem, e a demanda diminui.

Portanto, a lei da oferta e demanda pode ser resumida como a relação entre a demanda por um produto ou serviço, a oferta desse produto ou serviço e o preço que os consumidores se dispõem a pagar.

Qual o significado de oferta e demanda?

Para entender o que é curva de demanda, você precisa entender a lei da demanda. 

A demanda explica como um mercado é guiado pelos consumidores, cujas decisões se baseiam principalmente em quanto dinheiro eles ganham e se há um produto similar a um preço mais baixo. Se o preço baixar, os consumidores compram mais produtos. Quando o preço aumenta, a expectativa é os consumidores comprarem menos itens ou trocarem por produtos similares mais baratos.

Em 1998, a oferta de HDTV era muito limitada, assim como a demanda, gerada principalmente pelos pioneiros que tinham milhares de dólares para pagar por um sistema de entretenimento doméstico. No entanto, como a oferta limitada se esgotou rapidamente, mais fabricantes resolveram produzir as próprias versões da HDTV para conquistar uma fatia do mercado. Mais produtos levaram a preços mais baixos e mais demanda do consumidor.

E o que uma curva de demanda ilustra? Ela é a representação visual da lei da demanda. O exemplo a seguir é uma simplificação da relação entre a oferta, a demanda e o preço das primeiras HDTVs em 1998.

exemplo de curva de demanda

Exemplo de curva de demanda: neste exemplo, uma loja vendeu 30 HDTVs em uma semana a US$ 5.500. Num esforço para vender mais aparelhos na semana seguinte, a loja ofereceu US$ 500 de desconto e vendeu 60 aparelhos.

O que é curva de oferta?

Se a demanda é guiada pelos consumidores, a lei da oferta é guiada pelos fabricantes e vendedores e o desejo deles de faturar. Oferta é a quantidade de produtos que os fabricantes disponibilizam aos vendedores e a quantidade que os vendedores disponibilizam ao consumidor a um preço específico durante um período específico. 

Hoje é possível comprar uma TV de tela plana maior e com imagem melhor do que a de 1998 por menos de US$ 500. Isso porque há mais pessoas envolvidas, os custos de produção caíram, e a fabricação é mais eficiente. Com isso, ficou muito mais fácil levar mais produtos ao consumidor.

Os fornecedores precisam cuidar para não exagerar na oferta do produto e, assim, não saturar o mercado. Se os preços caem, os lucros diminuem. Além disso, o preço mais baixo pode ter um impacto negativo, pois os consumidores veem itens menos caros como de baixa qualidade.

Curva de oferta é a representação visual da lei da oferta. O gráfico curva de oferta a seguir mostra a relação entre a oferta, a demanda e o preço das HDTVs modernas.

exemplo de curva de oferta

Exemplo de curva de oferta: neste exemplo, a HDTV de 50 polegadas é vendida por US$ 475. À medida que a demanda por esses modelos específicos aumenta, o fabricante fornece mais ao vendedor para atender à demanda. Visando ao lucro, o vendedor aumenta o preço para US$ 500 enquanto a demanda continua alta. Quando o preço aumenta novamente, a demanda estaciona e pode começar a diminuir, levando ao excedente de oferta.

Equilíbrio entre oferta e demanda

Ao juntarmos os gráficos de demanda e de oferta, as curvas se cruzam. Essa interseção serve para determinar o preço de equilíbrio, que representa o ponto em que a oferta do produto é igual à demanda dele.

O exemplo de gráfico de equilíbrio de oferta e demanda abaixo identifica o ponto no qual o preço do produto e o preço que os consumidores estão dispostos a pagar são iguais - é onde a oferta e a demanda ficam estáveis.

exemplo de preço de equilíbrio

Exemplo de curva de oferta: neste exemplo, as linhas da curva de oferta e da curva de demanda indicam que o preço de equilíbrio da HDTV de 50 polegadas é US$ 500. Preços muito acima de US$ 500 podem diminuir a demanda e levar ao excedente do produto. Preços muito abaixo de US$ 500 podem aumentar a demanda e levar à escassez de produtos.

O bom é manter a oferta do produto e os preços os mais próximos possível do equilíbrio para evitar o excedente ou a escassez da mercadoria. 

O excedente ocorre quando o preço é alto demais. Isso reduz os lucros, pois a demanda diminui, e os consumidores deixam de comprar o produto. Algumas pessoas procuram um substituto ou alternativas mais baratas para o produto; ou simplesmente param de comprar. A fim de eliminar o excedente, os vendedores reduzem os preços para motivar os consumidores a voltarem a comprar.

A escassez pode ocorrer quando a demanda supera a oferta, ou seja, quando o preço é baixo demais. Os fabricantes podem ter dificuldade em produzir o suficiente para acompanhar a demanda. No entanto, a escassez aumenta o preço à medida que os consumidores competem para comprar o produto. Às vezes, os fabricantes retêm deliberadamente o produto para criar uma demanda que aumente os preços.

Elasticidade do preço

Nem todos os produtos se comportam da mesma forma com as flutuações de oferta e demanda. Alguns são mais sensíveis às mudanças no preço do que outros.

Por exemplo: todo mundo precisa comer para viver. Uma geada antecipada ou uma seca pode elevar o preço dos alimentos, mas as pessoas ainda comprarão comida. Talvez não tanto quanto o normal, ou talvez optem por alternativas mais baratas e de menos qualidade; mas, ainda assim, comprarão alimentos.

Por outro lado, se o custo dos componentes da HDTV subir e fazer o preço da TV aumentar além do que as pessoas querem pagar, é provável que elas não comprem uma nova TV.

O efeito que a demanda tem no preço se chama "elasticidade do preço do produto". Se a mudança do preço de um produto causar mudanças substanciais na demanda e na oferta, então esse produto é elástico. Se as mudanças no preço de um produto não afetarem muito a demanda, então esse produto é inelástico.

Nos exemplos acima, os alimentos essenciais para a vida são inelásticos, pois as pessoas precisam comer para sobreviver. Talvez elas deem um tempo nos doces e biscoitos, mas sempre comprarão o necessário para viver.

Quando o preço de um item de luxo ou não essencial, como a HDTV, aumenta demais, isso afeta muito a demanda, pois os consumidores decidem esperar por um novo aparelho ou acabam não comprando uma nova TV. É bom ter eletrônicos domésticos, mas eles são produtos muito elásticos, pois não precisamos comprá-los, e é muito provável que ninguém tenha morrido por não ver TV o bastante.

Comece um gráfico curva de oferta e demanda

Os preços dos produtos são determinados pela demanda do consumidor e pela quantidade de bens que os fornecedores disponibilizam. O encontro das duas curvas determina o preço que equilibra a oferta e a demanda. Use o Lucidchart para criar um gráfico de oferta e demanda e, assim, tomar decisões melhores e mais rápidas sobre os preços.

Ao entender a relação entre a demanda, a oferta e o preço de equilíbrio, você analisa com mais eficácia o seu mercado atual ou no qual deseja entrar. Isso ajuda você a alocar recursos e a economizar mais.

O Lucidchart mostra claramente os seus dados e dá a você insights importantes. Comece hoje mesmo - é grátis.

Cadastre-se

Comece a diagramar com o Lucidchart hoje mesmo — gratuitamente!

Cadastre‐se gratuitamente

Bastante acessado

The 4 Phases of the Project Management Life CycleAs 4 fases do ciclo de vida da gestão de projetos

Sobre o Lucidchart

O Lucidchart é o aplicativo de diagramação inteligente que capacita as equipes a esclarecer a complexidade, alinhar seus insights e construir o futuro, mais rapidamente. Com esta solução intuitiva baseada em nuvem, todos podem trabalhar visualmente e colaborar em tempo real enquanto criam fluxogramas, maquetes, diagramas UML e muito mais.

O Lucidchart é a alternativa on-line ao Visio mais conhecida e utilizada em mais de 180 países por milhões de usuários, desde gerentes de vendas para mapear organizações-alvo a diretores de TI para visualizar sua infraestrutura de rede.

Iniciar

  • Preços
  • Individual
  • Equipe
  • Empresa
  • Falar com área de vendas
PrivacidadeJurídicoCookies

© 2022 Lucid Software Inc.