PINGDOM_CANARY_STRING
análise swot pessoal

O que é uma análise SWOT pessoal?

Tempo de leitura: cerca de 8 minutos

Publicado por: Lucid Content Team

Existem diferentes versões sobre a história e as origens da análise SWOT. Algumas pessoas acreditam que ela foi concebida nos anos 50, desenvolvida pelos professores George Albert Smith Jr., C. Roland Christiensen e Kenneth Andrews na Harvard Business School. Outras acreditam que Albert S. Humphrey criou a análise SWOT no Stanford Research Institute nos anos 60, embora o próprio Humphrey nunca tenha reivindicado isso.

Independentemente de quem a criou, a análise SWOT é uma ferramenta muito usada para ajudar empresas e pessoas a identificar:

  • Pontos fortes: características que lhe dão uma vantagem sobre os outros.
  • Pontos fracos: características que lhe dão uma desvantagem em relação aos outros.
  • Oportunidades: tendências ou tecnologias que você pode aproveitar para obter uma vantagem.
  • Ameaças: obstáculos que impedem o crescimento de sua carreira.

Neste artigo, explicaremos como fazer uma análise SWOT em você mesmo, e compartilharemos alguns exemplos pessoais de análises SWOT para ajudá-lo a iniciar sua autorreflexão.

Exemplo de análise SWOT
Exemplo de análise SWOT (clique na imagem para modificar on-line)

Por que fazer uma análise SWOT pessoal?

Primeiro, vamos falar sobre por que, afinal, você deve fazer uma análise SWOT em você mesmo. Você já deve ter ouvido o aforismo: “Escolha um trabalho que você ame e não terá que trabalhar um único dia em sua vida.” A máxima costuma ser atribuída a Confúcio, mesmo sem nenhuma evidência de que ele realmente tenha dito isso (me pergunto, quantas oportunidades de emprego havia em 500 a.C.?).

O ponto é que você deve tentar escolher um trabalho de que realmente goste. Mas como encontrar um trabalho que você adore, que combine com suas habilidades e que pague bem? Avaliar seus pontos fortes e fracos por meio de uma análise SWOT é um ótimo ponto de partida para encontrar uma carreira que corresponda às suas vontades, e às do seu empregador.

Como fazer uma análise SWOT individual?

Crie sua própria matriz SWOT ou use um modelo pronto de análise SWOT pessoal do Lucidchart. Para fazer uma análise SWOT pessoal, siga os quatro passos básicos abaixo e preencha cada quadrante do modelo.

Passo 1: avalie seus pontos fortes

Este é o momento "modéstia à parte". Anote suas qualidades, ou seja, tudo o que diferencia você de seus colegas. Responda a perguntas como:

  • Quais as habilidades e certificações que destacam você dos outros?
  • Você tem algum colega ou contato importante no mercado que possa corroborar suas habilidades e qualidades?
  • Do ponto de vista do seu chefe ou dos colegas de trabalho, quais são seus pontos fortes?
  • O que você faz melhor do que qualquer outra pessoa?
  • Sua educação e experiência preenchem uma lacuna em sua empresa?
  • Quais os valores que você possui que os outros não têm?
  • Quais são suas conquistas mais importantes?

Deixe a modéstia de lado para responder a essas perguntas, no entanto, seja o mais objetivo possível para descrever suas habilidades de forma realista. Não se esqueça de incluir algumas de suas qualidades pessoais, porque elas também podem ser pontos fortes.

Também é importante saber que algumas das características que você acredita que sejam pontos fortes, na verdade não são. Por exemplo, talvez você acredite que “chegará no topo” do mercado da música só porque compõe músicas. No entanto, a verdade é que existem milhões de pessoas que também compõem. Para encontrar seu verdadeiro ponto forte, você precisa saber o que diferencia suas músicas das dos outros compositores.

Passo 2: avalie seus pontos fracos

Avalie seus pontos fracos da mesma forma como avaliou os fortes. Seja totalmente honesto com você mesmo ao anotar suas deficiências, respondendo a perguntas como:

  • Existem tarefas que você evita ou repassa para os outros porque não se sente confiante o suficiente para realizá-las?
  • Quais são as deficiências em sua educação ou habilidades que te travam?
  • Quais novas tecnologias ou práticas surgiram desde que se formou na universidade?
  • Você tem algum hábito negativo, como por exemplo, chegar atrasado ao trabalho, não seguir processos existentes, se comunicar mal ou ter uma atitude de que todos são inferiores e só você sabe tudo?
  • Você sabe lidar bem com o estresse?
  • Você cumpre os prazos dados?
  • Do ponto de vista do seu chefe e dos colegas de trabalho, quais são seus pontos fracos?

Ao realizar esse processo, lembre-se de que “eu trabalho demais” não é um ponto fraco válido. Também não é o que a pessoa responsável pela sua contratação quer ouvir em uma entrevista.

Listar seus pontos fracos deve ser um exercício leve, não um martírio. É um exercício positivo para identificar as áreas que você pode transformar em pontos fortes para eventualmente conquistar um cargo ou emprego melhor e avançar na sua carreira.

Análise SWOT
Análise SWOT (clique na imagem para modificar on-line)

Passo 3: identifique as oportunidades

Uma frase atribuída a Thomas Edison diz: “A oportunidade é perdida pela maioria das pessoas, porque ela está vestindo um macacão e parece trabalho.” (Claro, a única evidência de que Edison é o verdadeiro autor dessa frase foi encontrada em um artigo de 1962 na revista Forbes. Como Edison morreu em 1931, a atribuição é contestável, o que parece ser comum neste artigo nosso.)

O ponto é: existem oportunidades em todos os lugares, e encontrá-las depende da personalidade e do desejo de cada um. Pessoas positivas tendem a ver mais oportunidades do que pessoas negativas, e quem não é muito ambicioso pode não perceber uma oportunidade a menos que ela caia em seu colo.

Ao preencher esta parte do modelo SWOT, procure oportunidades como:

  • Existe uma tecnologia nova que você pode usar para alcançar seus objetivos?
  • Pessoas na internet podem ajudar você?
  • Existe uma vaga em sua empresa, ou em outra, que corresponda às suas habilidades e aos seus pontos fortes?
  • De quais formas seu setor está crescendo, e o que você pode fazer para ajudá-lo a se desenvolver ainda mais?
  • Você pode se voluntariar para cumprir uma tarefa ou um projeto que ninguém mais quer fazer?
  • Existem treinamentos ou cursos que você pode fazer para aprimorar suas habilidades?
  • Existem necessidades que não estão sendo atendidas?

Ao preencher essas informações, analise seus pontos fracos para descobrir se alguns podem ser transformados em oportunidades. Por exemplo, talvez você não se considere um bom líder de projetos, mas como realmente saber, se você não aproveita a oportunidade para liderar um projeto quando ele surge?

Passo 4: conheça as ameaças

Neste quadrante do modelo de análise SWOT, veja os possíveis obstáculos ou situações que o impedem de atingir seus objetivos. Pergunte-se:

  • Quem é o seu concorrente?
  • Você e seus colegas de trabalho estão almejando a mesma vaga ou promoção?
  • Existe alguma tecnologia nova que sua posição exige que você domine? Você consegue aprendê-la rapidamente, ou o tempo necessário para dominar essa tecnologia nova atrapalhará seu andamento?
  • Você é visto como sendo velho demais ou alienado em relação às tendências atuais?
  • Suas habilidades estão obsoletas?
  • Seus traços de personalidade impedem você de avançar em sua carreira?

Ao fazer uma análise SWOT pessoal, você conseguirá se entender melhor e identificar as ações mais importantes que você pode tomar para melhorar suas chances de crescer em seu trabalho ou carreira.

Quando você deve fazer uma análise SWOT pessoal?

Você pode fazer uma análise SWOT sempre que quiser. Você está pensando em mudar de carreira? Você está buscando uma nova oportunidade em sua empresa atual? Está se preparando para uma entrevista de emprego? Fazer uma autoanálise dos seus pontos fortes e fracos para qualquer uma dessas situações pode trazer muitos benefícios. Veja um exemplo de análise SWOT pessoal aqui.

Ao fazer a análise, pense que você é um produto que precisa ser vendido.

Por exemplo, digamos que você tem dificuldade em fazer avaliações de seu desempenho pelo fato de não acreditar que suas realizações são boas. Você sente que está apenas fazendo seu trabalho. Recomendamos usar uma matriz SWOT:

  • Identifique seus pontos fortes que ajudaram sua equipe ou empresa. Você usou alguma inovação para melhorar seu desempenho? Você cumpriu todos os prazos ou concluiu as tarefas com antecedência?
  • Faça uma lista dos pontos fracos que você deseja aprimorar para melhorar sua contribuição. Você precisa fazer um treinamento para aprimorar suas habilidades de escrita? Seus conhecimentos estão em dia quanto à programação HTML5?
  • Anote as oportunidades ou metas que deseja aperfeiçoar no próximo ano para melhorar sua posição em sua área, ou para assumir um novo cargo.
  • Identifique as ameaças que podem estar no seu caminho enquanto trabalha para atingir seus objetivos. Apresente ideias e um plano para ajudá-lo a superar essas ameaças.

Fazer autoanálises como essas podem ajudar você a obter um aumento salarial ou a conquistar uma promoção de cargo merecida.

Como o Lucidchart pode ajudar?

O Lucidchart oferece uma grande variedade de modelos prontos de análise SWOT, e você também pode criar seu próprio documento com facilidade e em poucos minutos com o nosso programa de análise SWOT. Todo documento que você cria pode ser acessado a qualquer momento e de qualquer lugar. E se você quer opiniões sobre sua análise SWOT pessoal, você pode compartilhá-la com parentes e amigos com facilidade para eles adicionarem anotações e comentários e ajudá-lo a melhorar sua avaliação.

Crie uma conta no Lucidchart hoje mesmo para começar.

Comece a diagramar com o Lucidchart hoje mesmo — gratuitamente!

Cadastre‐se gratuitamente

Bastante acessado

what does HR do

O que faz o RH? 11 responsabilidades importantes

Sobre o Lucidchart

O Lucidchart é o aplicativo de diagramação inteligente que capacita as equipes a esclarecer a complexidade, alinhar seus insights e construir o futuro, mais rapidamente. Com esta solução intuitiva baseada em nuvem, todos podem trabalhar visualmente e colaborar em tempo real enquanto criam fluxogramas, maquetes, diagramas UML e muito mais.

O Lucidchart é a alternativa on-line ao Visio mais conhecida e utilizada em mais de 180 países por milhões de usuários, desde gerentes de vendas para mapear organizações-alvo a diretores de TI para visualizar sua infraestrutura de rede.

Publicações relacionadas:

SWOT Analysis vs. PEST Analysis: Which Should You Use?

SWOT analysis vs PEST analysis

Planejamento estratégico por meio da análise PEST

Análise PEST

Iniciar

  • Preços
  • Individual
  • Equipe
  • Empresa
  • Falar com área de vendas
Português
EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañolNederlandsPусскийItaliano
PrivacidadeJurídico
Baixe o(a) Apple App StoreBaixe o(a) Google Play Store
© 2022 Lucid Software Inc.